Vitória para a Cerveja Artesanal

Amigos entusiastas cervejeiros,

Como já comentado aqui pela Zani uns dias atrás, na última semana saiu encartado na Revista Época, o guia “O melhor de São Paulo” onde estão indicados os melhores em diversas categorias, como bares, restaurantes, teatros, atrações infantis e diversas outras categorias. Entre elas, a categoria “melhor chope”, que indicou a Cervejaria Nacional como o melhor chope de São Paulo (ouça a reportagem da CBN e confira crítica publicada em 25/08 na Revista Época). Na terça feira Luis Fabiani e eu fomos a editora receber nossa plaquinha comemorativa, que está devidamente afixada na parede da cervejaria.

Não é necessário dizer o quão orgulhoso fiquei de participar de um projeto tão recente e já premiado e identificado no meio do mar de mesmice cervejeira que assola São Paulo. Sempre fiquei curioso em saber como esse “melhor chope” era escolhido se até pouco tempo éramos a cidade do mono-chope. Pois bem, mais de uma dezena de colaboradores da Revista Época visitaram os candidatos em cada categoria e puderam escolher seus favoritos em cremosidade, colarinho, temperatura, apresentação e SABOR! Nessa edição os colaboradores puderam confrontar estas caracteristicas técnicas e o tipo de produto oferecido, e decidir entre as opções, a cerveja de sempre, algumas micro-cervejarias nacionais que também enviam seu chope para São Paulo e uma fábrica-bar, transformando nossa antes amarelo-pálida cidade em uma cidade mais multi cores e sabores.

Nossa colaboração para a cena cervejeira nacional é justamente conseguir chamar a atenção para um produto tão novo e desconhecido do brasileiro que é a Cerveja Artesanal. Muitos veículos de mídia tem suas listas de os melhores, mas creio que essa seja a primeira vez que um chope não-Ambev é escolhido como o melhor da cidade, o que aumenta nossa responsabilidade e orgulho. Não tenho dúvidas que tenha sido uma decisão importante deixar a cerveja ocupar uma porção tão grande da minha vida a partir de algum momento na década passada. Essa invasão me tornou um profissional cervejeiro que tem participado de um momento muito importante no nosso país que é a construção de uma cultura cervejeira genuína e artesanal e é muito bom contribuir com algo dessa tamanho. Recomendo a todos apreciadores de cerveja que tentem pelo menos uma vez na vida fazer cerveja em casa (nós podemos te ajudar!) – é muito difícil de prever onde um simples hobby vai levar você.

Agradeço aos diversos amigos que encontrei nesse tempo e que ajudaram a construir esse momento, como Rodrigo Louro, Marcus Felipe Sigolo, Cervejeiros Caseiros da primeira onda, Cervejaria Nacional, Paulo Feijão,  Cervejeiros não filiados a nenhuma associação, Katia Jorge, Paulo Schiaveto, Colorado, Bamberg e Acerva Paulista.

Abraços e Boas Cervejas.

Alexandre Sigolo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: