Mais uma tradição cervejeira se fixando – II Encontro de Cervejeiros Paulistanos Sinnatrah

Amigos cervejeiros!

Pois é, já virou tradição! O Encontro de Cervejeiros Paulistanos na Sinnatrah, na sua segunda edição, foi um sucesso novamente. Outra excepcional e divertida noite de terça-feira (que “destruiu” a quarta-feira de muitos, mas por um ótimo motivo).

Nós nos encontramos novamente no espaço Sinnatrah para beber cerveja, falar sobre cerveja e discutir sobre a cena cervejeira no Brasil e em São Paulo. Planos, parcerias e muitas “tramas” estão surgindo desses encontros. Ficamos muito felizes em poder contribuir, abrindo nossa casa, para que essas atividades, que enriquecem nossa cidade em termos cervejeiros, aconteçam. Cabe aqui mencionar que se não fosse um de nossos primeiros alunos, o Danilo Sant`Ana, (um verdadeiro “conselheiro” Sinnatrah 😉 ), ficar nos pilhando para organizar esse encontro ele não teria saído. Valeu Danilo!

Aconteceu muita coisa legal na noite e faço aqui um enorme esforço de síntese para relembrar os que estiveram presentes, e também para dar um gostinho para quem não foi. Conselho: guardem algumas de suas crias na geladeira para a próxima data – e não percam por nada! 🙂

Nesse encontro degustamos pela primeira vez a Bohemian Pilsner que brassamos em conjunto durante o Workshop de Lagers ministrado pelo mestre Paulo Schiaveto. Foi uma longa espera… Ela começou fermentar em fevereiro e após quase 3 meses de lagering ficou… ÓTIMA. Claro que os cervejeiros sempre encontram pontos para aperfeiçoar, mas se não fosse inviável (pelo tempo de preparo) eu parava de fazer/beber Ales para beber sempre essa cerveja (isso é quase verdade :P). Aliás, temos (nós, os participantes do workshop) que enviar uma garrafa para o mestre, já que ele comentou que só mandam para ele as tranqueiras cheias de defeitos para ele analisar, não concordam? 😉

Degustamos pela primeira vez (bom, eu já tinha tomado um teste…) também a Holiday Stout das Maltemoiselles que foi brassada por elas aqui na Sinnatrah. Bem equilibrada, torrado evidente e gostoso, bem fácil de beber! Uma delicia! Sem falar no rótulo, que superou as expectativas que já eram muito altas.

Tivemos também uma “penetra” carioca no encontro paulistano! A Duda da FemAle  e sua surpreendente Sex-a-holic, uma Pale Ale com 7% de álcool e pimenta malagueta. É incrível como mesmo depois de arder a boca (mesmo!), ela pede mais um gole.

Além disso, tivemos outras ótimas cervejas como a do amigo Frederico, uma Weizenbier fermentada com o fermento S-33, que além de não atenuar muito a cerveja, deixando ela mais adocicada, proveu um agradável e diferente (das “tradicionais” notas de cravo e banana) aroma frutado. Ficamos curiosos para usá-lo nas levas Sinnatrah! Talvez em nossa cerveja de trigo belga (witbier) a Cerveja Branca, ou em outra novidade futura que peça esses traços belgas.

Abaixo algumas fotos da noite. Obrigado a todos! Mês que vem tem mais, no dia 28 de junho!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Saúde!

Rodrigo Louro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: