Witbier, pela primeira vez.

No feriado da capital, fizemos nossa primeira Witbier, assim, no susto. Tudo indicava que iríamos fazer uma pequena brassagem de B´IPA para nossos estoques, mas no fim tínhamos muitos dos ingredientes que são utilizados nessa maravilha belga, incluindo as casquinhas de laranja e a semente de coentro que vieram na minha bagagem há um ano e meio.  Assim resolvemos tentar essa cerveja que já tínhamos vontade de fazer a algum tempo.

Fizemos uma base relativamente simples, com malte pilsen, trigo, aveia em flocos e uma pitada mínima de cristal 100. O cozimento foi à 66oC por uma hora e utilizamos na fervura o lúpulo Tettnager e o Saaz. Fizemos, seguindo o Beer Captured, duas adições dos “ temperos”, uma a 15 min. e outra a 5 min. do final da fervura.

Realmente era incrível o cheirinho de laranja e coentro que o mosto tinha depois da fervura, delicioso mesmo. Utilizamos uma levedura de cerveja de trigo alemã, o que eu espero que não comprometa nosso perfil aromático, seja como for, estamos muito ansiosos pelo resultado depois de uma brassagem bem tranqüila.

Essa cerveja também marca uma coincidência dentro da história Sinnatrah, já que pelo terceiro ano consecutivo fizemos cerveja no 25 de janeiro, aniversário da cidade. No ano passado fizemos a São Paulo Dubbel. Ano que vem faremos uma festa grande nesse dia.

Mais noticias quando essa belezinha ficar pronta.

Sementes de Coentro Brewers Garden

E as cascas de laranja, também Brewers Garden

Alexandre Sigolo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: